vacina.svg

Vacinômetro

doses

Total de Doses Aplicadas

Última atualização: 20 de Abril de 2021

primeira-dose

Pessoas que Receberam a 1ª dose

Última atualização: 20 de Abril de 2021

segunda-dose

Pessoas que Receberam a 2ª dose

Última atualização: 20 de Abril de 2021

Doses aplicadas por grupos prioritários

Grupo 1ª dose 2ª dose 1ª dose + 2ª dose
Comorbidades (Síndrome de Down e 59+) 1.318 0 1.318
Idosos a partir de 60 anos 109.015 32.229 141.244
Pessoas institucionalizadas 4 4 8
Idosos em Instituições de Longa Permanência 608 557 1.165
Forças de Segurança e Salvamento - 45+ 2.213 0 2.213
Trabalhadores da Saúde 42.479 31.099 73.578
TOTAL DE DOSES 155.637 63.889 219.526

Fase da vacinação

Estamos na 3ª Fase

Grupo Anterior:

Profissionais da saúde a partir de 35 anos e idosos a partir de 60 anos.

Grupo Atual:

Portadores de comorbidades para Covid-19 a partir de 59 anos, portadores de Síndrome de Down de 18 a 59 anos, portadores de doenças renais em diálise de 18 a 59 anos e prrofissionais de saúde a partir de 34 anos

Dúvidas frequentes

  • A vacina é confiável?

    Todas as vacinas autorizadas para uso no Brasil e no mundo passam por testagens rigorosas. Não há nenhuma morte registrada causada pelo uso da vacina ou qualquer efeito colateral grave. Os imunizantes passam por três fases de testes, em que milhares de pessoas participam das etapas, há também um monitoramento dos efeitos e desdobramentos no organismo de cada indivíduo. Apesar de ter sido uma das vacinas mais rápidas a serem produzidas na história, só foi possível tanta agilidade pois cientistas do mundo inteiro trabalharam juntos para resolver essa grande crise mundial.

  • Quais vacinas são aplicadas em Maceió?

    Em Maceió, foram recebidas duas vacinas diferentes, a CoronaVac e a AstraZeneca/Oxford, vamos explicar um pouco de cada uma abaixo:

    A CoronaVac é produzida pelo Instituto Butantan e possui uma eficácia de 100% contra casos graves, moderados, internações e mortes. Além disso, a eficácia global é de 50%, assim, quem recebe o imunizante, tem apenas 50% de contrair a doença. O percentual é similar à vacina contra gripe, distribuída anualmente. O intervalo entre a primeira e a segunda dose é de duas a quatro semanas.

    A AstraZeneca/Oxford é produzida pela Fiocruz e têm eficácia global de mais de 70% só com a primeira dose, ou seja, quem é vacinado tem apenas 30% de chances de contrair o vírus. Ainda assim, tem o mesmo sucesso da CoronaVac contra casos graves e hospitalizações. O intervalo entre a primeira e a segunda dose é de quatro a doze semanas.

  • Onde ocorre a vacinação?

    Foram instalados oito pontos de vacinação: Maceió Shopping (Mangabeiras), Shopping Pátio (Cidade Universitária), área externa do Ginásio Poliesportivo Arivaldo Maia (Jacintinho), Papódromo (Vergel do Lago), Praça Padre Cícero (Benedito Bentes), Praça no terminal do Osman Loureiro e os drive-thrus do estacionamento de Jaraguá e sede da Justiça Federal (Serraria). 

    Além desses locais, idosos acamados estão recebendo a vacinação em casa, administrada por uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

    Outro público a ser imunizado em local especifico são os doentes renais crônicos em diálise, que receberão as doses nos locais onde realizam tratamento, de acordo com agendamento do hospital, junto ao setor de imunização da SMS.

    Os locais podem ser ampliados ou sofrer alteração com a mudança das fases ou grupos prioritários.

  • Como posso agendar a vacinação de um idoso acamado?

    O Cadastramento de idosos acamados é feito das 8h às 17h, no telefone (82) 3312-5589 ou pelo e-mail idososacamados@sms.maceio.al.gov.br. As informações necessárias para o cadastro são: Nome completo, idade, data de nascimento, CPF, endereço completo, ponto de referência, contato e nome do responsável.

  • Vou precisar usar máscara depois de usar a vacina?

    É fundamental manter a utilização das máscaras e todos os protocolos de segurança contra o Coronavírus, como o distanciamento social. Mesmo vacinado, você pode contrair e transmitir o vírus para pessoas que não receberam o imunizante. Além do mais, novas variantes do vírus estão circulando no Brasil. A flexibilização das medidas de segurança poderá ocorrer quando uma parte maior da população estiver vacinada.

  • Todo mundo pode tomar a vacina?

    Sim, todos podem tomar a vacina. Ainda assim, há alguns casos em que você deve aguardar ou consultar seu médico antes de receber a dose do imunizante:

    - Pessoas que tiveram COVID-19 precisam aguardar a melhora total do quadro, com pelo menos 30 dias de intervalo do início dos sintomas ou da coleta da amostra do RT-PCR positivo (detectável);

    - Pessoas com febre ou sintomas sugestivos da infecção pelo coronavírus precisam aguardar a melhora do quadro, cumprindo o isolamento.

    - Pessoas em uso de corticosteroide por tempo prolongado (mais de 14 dias), em dosagem superior a 20 mg/dia, ou drogas imunossupressoras precisam aguardar o término do tratamento (de 30 a 90 dias a depender da droga) para receber qualquer vacina.

    - Pessoas com doença reumatológica imunomediada ou outras doenças em uso de corticosteroide contínuo diário necessitam de avaliação do médico que a acompanha para autorização da vacinação (levar prescrição médica)

    - É preciso ainda respeitar um intervalo de 14 dias de intervalo para qualquer vacina que tenha recebido nos últimos dias (a exemplo: dT [difteria e tétano], Hepatite B, etc.)

  • Quais documentos devo levar para receber a vacina?

    • Documento de identificação com foto e CPF(apresentação exigida em todos os casos);

    • Trabalhadores de saúde: Declaração de Vínculo Empregatício emitida pelo Diretor-Geral ou Diretor-Médico, contracheque atualizado ou Carteira de Trabalho;

    • Autônomo: Certidão de Regularidade emitida pelo respectivo conselho de classe;

    • Residentes ou estudantes em estágio: Declaração emitida pelo serviço que atua.

    • Pessoas com comorbidade: Necessária a apresentação de quaisquer dos seguintes documentos (original e cópia, que ficará retida), listados abaixo:

    – Prescrição médica para a vacina, contendo a condição que justifica a imunização;

    – Exames específicos que estabelecem o diagnóstico;

    – Relatório médico;

    – Receitas para terapêutica específica de condições descritas;

    – Cadastros em sistemas específicos do Sistema Único de Saúde. 

    OBS: Confira aqui a lista de comorbidades atendidas na atual fase da vacinação.

  • Quando vou ser vacinado?

    Nesse primeiro momento, a vacinação foi dividida em três fases:

    1ª fase – Trabalhadores de saúde, idosos com 60 anos ou mais que vivem em Instituições de Longa Permanência (ILPIs) e idosos a partir de 75 anos de idade.

    2ª fase – Idosos de 60 a 74 anos.

    3ª fase – Pessoas com comorbidades que apresentam maior chance para agravamento da doença.

    O intuito é priorizar as pessoas em maior vulnerabilidade a medida em que as doses forem chegando. Até agora, os seguintes grupos receberam:

    - Profissionais de saúde da linha de frente do combate à Covid-19;

    - Trabalhadores da Atenção Primária da rede municipal ;

    - Trabalhadores da saúde a partir de 34 anos;

    - Idosos das ILPIs;

    - Guardas municipais a partir de 45 anos;

    - Idosos a partir de 60 anos;

    - Pessoas com Síndrome de Down que têm entre 18 e 59 anos.

    -Pessoas com doença renal crônica em diálise que têm entre 18 e 59 anos.

    - Comorbidades: A partir dos 59 anos - Confira a lista aqui

  • Qual o caminho da vacina até chegar em Maceió?

    As doses são enviadas para cada estado pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde. O Governo Estadual faz a distribuição para os municípios proporcionalmente, de acordo com o número de habitantes das cidades. Por fim, a Prefeitura fica responsável pela aplicação da vacina e organização dos pontos de vacinação.

Pontos de vacinação

Praça Padre Cícero (Benedito Bentes), das 9h às 16h.

Praça Osman Loureiro (Clima Bom), das 9h às 16h.

Papódromo (Vergel do Lago), das 9h às 16h.

Área externa do Ginásio Poliesportivo Arivaldo Maia (Jacintinho), das 9h às 16h.

Drive-thru no estacionamento da Justiça Federal (Serraria), das 9h às 16h.

Área externa do Maceió Shopping (Mangabeiras), das 9h às 16h.

Área externa do Shopping Pátio Maceió (Cidade Universitária), das 9h às 16h.

Drive-thru no estacionamento de Jaraguá, das 9h às 16h.